sábado, 15 de janeiro de 2011

Coração ferido...

Hoje deixei de ser quem era
Sou ave morta na Primavera
Apunhalada pela ilusão
Ofereci amor a quem não merecia
Li os meus sentimentos a quem não devia
E por amor caí em tentação

Bebo solidão a cada momento
O teu silêncio é para mim um tormento
E a minha alegria foi assassinada
A tua ajuda foi prometida…
Mas cada vez que faço uma investida
Sinto-me uma mulher desgraçada

Sou nuvem negra por onde passo
O meu sofrimento é para ti um cansaço
P’lo arrependimento de me teres conhecido
Afectos que te dei, fizeram de ti um ser mais forte
Enquanto eu…abandonada viajo sem norte
Perdendo no caminho sonhos que havia construído

Carrego hoje esta dor infinda
Nem sei porque respiro ainda
Se em mim nada mais existe
Sou a outra, sou a devassa
Sou aquela que por onde passa
Esboça o sorriso de um coração ferido e triste.

4 comentários:

Braulio Pereira disse...

gostei!! belos poemas

vou seguir-te

obrigado por dar-me poesia



beijo!!

Sonhadora disse...

Minha querida

Como o teu poema me tocou fundo...como senti minhas as tuas palavras, de tanto que me dizem.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

EU disse...

Belo poema dorido...:)

EU disse...

Belo poema dorido!!! :)